terça-feira, 6 de setembro de 2011

Aquecendo a alma

O frio já não está mais tão presente! O sol ilumina o meu jardim, e algumas flores surgem novamente, trazendo cor para minhas janelas. E enquanto o tempo passa, me deixo ser presenteada por pequenos/grandes presentes que não foram  diretamente para mim comprados,  escolhidos ou mesmo feito carinhosamente.... Mas, que ao serem lançados no ar, me coloco como criança no dia de aniversário, e me ponho a abrir diversas "embalagens", saboreando cada possibilidade!



"No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento..."


(Mário Quintana)







"Minhas desequilibradas palavras são o luxo 


do meu silêncio."


(Clarice Lispector)




Quando criança, a poesia fazia parte do meu 


cotidiano. Eu, e minha irmã mais velha, 


fazíamos aula de Declamação. É bem

verdade, que já não era tão comum... 


Crescemos lendo poesia e os clássicos da 


literatura brasileira. Já há algum

tempo, me distanciei dos livros e sobretudo 


da leitura de poesias. Sorte que vamos 


encontrando pessoas que nos

facilitam reencontrar coisas esquecidas e que 


podem aquecer a alma. E assim, agradeço à 


Vanessa David, que através do

seu blog e das suas publicações, me 


proporcionou o

reencontro com a poesia!!

Flores do meu jardim!!

2 comentários:

  1. Oi, Zina! Dei uma passadinha e encontrei estas preciosidades. Gostei muito.

    ResponderExcluir
  2. Lindo, Zina! Lindas fotos! Parabéns! Beijo!

    ResponderExcluir